Olá CISViers, o CISV Belo Horizonte nao utiliza mais este meio de comunicacao para fazer contato com a comunidade. A partir de agora acesse nosso novo site ou pagina do Facebook.

www.cisv-bhz.org.br

https://www.facebook.com/CISVBHZ/

Qualquer duvida por favor entre em contato com a Diretoria do CISV BHZ, através do e-mail:

officebhz@cisv.org.br

Páginas

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Youth Meeting 19++


Você é veterano do CISV e está com saudade do seu tempo de delegando? Entrou agora e está triste por não ter tido a oportunidade de viajar quando criança?
Seus problemas acabaram! O Youth Meeting 19++ tem como público alvo aqueles que já têm idade suficiente para ser líder/staff mas que gostam ou desejam conhecer o CISV pelo viés do acampante. E, além disso, existe algo melhor que passar a virada do ano junto com amigos cisvianos?
Foi nesse clima de amizade e animação que 20 jovens de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Brasília, Campinas, São José dos Campos e Belo Horizonte se reuniram por 8 dias no Youth Meeting 19++ em São Paulo. Belo Horizonte contribuiu com 2 cisvianos de longa data, o Felipe e eu, Alê.
Com foco no tema 'COMUNICAÇÃO', trabalhamos, dentre outros aspectos, a influência e habilidade de manipulação da mídia sobre a sociedade, os estereótipos, a necessidade de utilização de ferramentas de facilitação do diálogo e as dificuldades relacionadas à resolução de conflitos internacionais. Contamos com a contribuição de experiências e observações de pessoas de diversas áreas do conhecimento, fato que possibilitou voltarmos pra casa um pouco mais 'open minded', ou seja, abertos a novas idéias e perspectivas.
Apesar de curto, nosso YM19++ foi intenso e muito aproveitado. Conforme diz o bordão do acampamento: "o sentimento é muito bom".

Village 11-12 em Londrina é um Sucesso! - Parte 2!

O Village 11-12 em Londrina começou no dia 15 de janeiro e se encerrou no dia 31 do mesmo mês. 10 delegações brasileiras estavam presentes: Araraquara, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Londrina, Rio de Janeiro, Salvador, São José dos Campos, São Paulo e Vitória. No total, eram 51 crianças, 6 JCs, 12 líderes e 6 Staffs. O nosso tema era "Sim, nós podemos!" e por ser um Village, ele foi trabalhado do modo mais lúdico possível, com muitas atividades, mas também com algumas discussões.
Na segunda semana de acampamento, fizemos um passeio a uma reserva florestal. Lá, nos dividimos em 2 grupos para assistir a um vídeo e fazer uma caminhada. Foi o único dia que saímos do acampamento.

A delegação de BH era composta por 6 pessoas. Eu, Daila, era a líder. As crianças eram a Luisa Santos, Luiza Quick, Marina, Gabriel e Victor. Eles também têm um pouco para falar:

"Bom, sobre o Village, só temos uma palavra: sensacionalissimamentedemais. Algo que vamos lembrar serão as amizades verdadeiras e sinceras. Essas foram talvez o que mais nos motivava para fazer um Village melhor. Para quem pensa que o CISV é uma colônia de férias, pense duas vezes. O CISV é muito mais que isso. Ele é acima de qualquer programa. É uma ong que traz amizades e o respeito às culturas de um modo muito divertido! Só podemos dizer que o Village será algo que vamos guardar para toda a nossa vida. As atividades com os amigos, a cooperação dos acampantes com os monitores... As atividades que mais gostamos foram: canibal, handcap (deficiêntes), survival e os warm ups.

O Lullabies foi incrível. Era o momento em que nos reuníamos para cantar algumas músicas antes de ir dormir.

O monito (amigo oculto que dura o acampamento todo) foi super legal. Este Village foi íncrível!"

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

RAISE YOUR VOICE youth meeting





Você já pensou como ocorreram as grandes mudanças na história da humanidade? As ações do homem sempre impactaram a sociedade: Na idade da pedra, o homem descobriu o fogo. Com a vida em comunidade, surgiram impérios e gov
ernos que foram se sucedendo de acordo com as necessidades de cada época. A revolução tecnológica e a globalização trouxeram novas perspectivas pra todos. Esses e outros fatos ajudaram a estabelecer o mundo que vivemos e proporcionaram mudanças porque geraram conflitos.
Mas quem resolveu esses conflitos? Cidadãos comuns, como eu e você, que se incomodaram com os problemas de seu tempo e ergueram sua voz contra aquilo que estava errado. Foram agentes de mudança e lideraram as transformações.
O CISV estimular atitudes, habilidades e conhecimentos que nos tornem cidadãos globais, ou seja, precisamos pensar globalmente e agir localmente, ser produtivos e buscarmos soluções pacíficas para os problemas.



Esse foi o foco do nossos Youth Meeting, um acampamento de curta duração (12 dias) que tem como objetivo desenvolver liderança, organização e responsabilidades por meio de discussões de temas relevantes para a sociedade. Este programa foi direcionado para jovens de 14-15 anos, em que eles estavam acompanhados de um líder. O líder foi um mero facilitador, pois nesta idade, são os acampantes que organizam as atividades, tomam decisões e direcionam o programa da maneira que preferirem.


Nosso acampamento, o Ensopado's camp, além de muito focado no tema violência e "exerça sua cidadania" - que gerou até um flash mob" que pode ser visto aqui - foi também muito divertido, com festa na piscina, piadas internas e muitas amizades. Nossa delegação, composta por quatro participantes (Bia, Bruno, Mah e Kel) tem muito a dizer sobre o que sentiram:

No Youth Meeting 14-15 em Londrina eu fiz amizades que eu tenho certeza que vão durar para sempre, porque de um jeito mágico e inexplicável os laços que criamos no CISV podem superar tudo, até mesmo o tempo e a distância. Mas muito além das amizades, nesse acampamento eu aprendi muitas coisas novas e importantes que serão úteis durante toda a minha vida. Durante esse acampamento eu me desenvolvi como pessoa, consegui expor os meus pensamentos e perder a minha timidez. E eu ainda conheci as diferentes culturas existentes no Brasil, aprendi a conviver com essas diferenças, respeita-las e até mesmo gostar delas. Pois são as diferenças que fazem com que todas as pessoas sejam únicas e especiais. Afinal o que seria do branco se todos gostassem do amarelo? (Mah, 14 anos)

Em meu acampamento, Ensopado's camp, além deu ter feito muitas novas amizades que, espero eu, durem bastante, se não forem pra sempre, todas as pessoas que lá tiveram presentes conseguiram de algum modo, contribuir para um desenvolvimento em grupo e pessoal. Alem das atividades que faziamos em relação a diversos temas e nesses, a maioria polemicos, so de estar com pessoas de culturas diferentes ja foi uma nova experiencia bem interessante pra mim. Já tinha feito outros acampamentos antes, mais cada um me marcou de um modo diferente. (Bia, 14 anos)


Esse Youth Meeting foi o primeiro que fiz e espero que eu faça outros porque gostei muito das pessoas que conheci , das amizades que eu fiz e das coisas que eu lá aprendi que serão refletidas na minha vida toda. No começo ficava um pouco tímido e não participava muito das atividades mas após alguns dias eu "Raised My Voice" e começei a participar mais das atividades. Fazíamos várias atividades ligadas ao tema do acampamento violêcia.Algumas eram "Just For Fun", mas as outras eram pra nosso aprendizado .Esse camp me marcou de um jeito diferente do outro que eu fiz na Noruega porque além de ser em tempo menor era em território nacional e era mais produtivo e fácil de se entrosar com as outra pessoas.(Bruno,14 anos)






Líder de primeira viagem.

Recém treinada recebi bem o convite de ser líder da delegação de Belo Horizonte a participar do Youth Meeting 12-13 no Rio. De cara a coordenadora Viviani avisara que eu tinha sido premiada com uma delegação tranquila e de pais super participativos. Fiquei muito agradeciada. Os pais estão de parabéns pelo trabalho desenvolvido. Muito bom!

Na verdade não era a minha primeira experiência como líder, nem a primeira experiência com jovens desta idade e muito menos a primeira viagem, mas ainda assim era tudo novo, desafiador e por mais difícil que tenha sido: interessante, muito interessante!

Durante os nossos encontros fui percebendo que não ser velhaca de CISV não ia me tirar pontos, muito pelo contrário! Era interessante sentir a diferença no grupo. Mais tarde pude sentir o mesmo no acampamento.

No primeiro encontro com a delegação contei uma história. Prestaram atenção como se fossem crianças de cinco anos, com olhos cheios de expectativa. De cara eu deixei claro que eu não era uma personagem perfeita de contos de fadas, embora até possa parecer (ou não...). Luana talvez não fosse a líder que eles esperavam ter. Ela também estava cheia de expectativas, inseguranças e teria limitações que nem de brincadeira pensou em esconder.

Super compreensivos, Isabela, Lucas e Rebecca mais do que avisados estiveram alerta a todo tempo. O que eu não contei é que isso também era parte de uma tática para delegar-lhes responsabilidade, coragem e para deixar-lhes muitas vezes tomarem suas próprias iniciativas. Deu certo!


No entanto, o que vi foi além disso. Vi literalmente um grupo e não três jovens juntos. Companheiros, carinhosos, divertidos, criativos. Vi Rebecca achar definições para cada uma das palavras que Lucas (que também curtia sua primeira experiência CISViana) e eu ainda não sabíamos a respeito do CISV. Vi Isabela sempre muito carinhosa e que mal podia conter sua animação. Vi Lucas se empolgar aos poucos e de repente estar quase nos matando de tanto rir. E por falar em risos... Foram tantos!

Apesar de estar sempre desajeitada, com a impressão de estar no lugar errado, fazendo o que não deveria tive bons momentos no acampamento. Para evitar erros tentei ser o mais cautelosa possível e fui descobrindo que de fato eu era muito bem vinda. A inteligência, o companheirismo, o carinho, a alegria e a disponibilidade de delegação de Belo Horizonte certamente contagiou todo o grupo presente no acampamento. Éramos sempre muito participativos. Nossa delegação contribuía muito com as discussões sobre o tema violência. Acompanhando de perto o desenvolvimento e compreensão a respeito do tema o mínimo que posso dizer é que me senti orgulhosa. Foi um sucesso!

Fiquei muito satisfeita com o nosso trabalho! Eu pude perceber que nenhum dos sentimentos foram sem razão. Nem aquele medo de tudo, a ansiedade, a saudade que senti, o cansaço, o calor, a cautela que me exigi ter... E muito menos a diversão, a admiração desapertada, as novas boas experiências... Tudo valeu a pena!

Dois dias antes do nosso último dia no acampamento fui escolhida pelo grupo de líderes e staffs para fazer a atividade de encerramento do camp. “Precisamos de alguém com uma voz bem suave, que fala divagarim, bem baxim,que vai cumeno as palavras, mas sempre diz o que quer por inteiro.” – Foram mais ou menos essas as palavras que ouvi antes de dizer “Tudo bem! Eu faço a retrospectiva.” Depois de algumas dicas, naquela noite e só naquela noite eu tive uma idéia do que eu estava fazendo ali. Ainda era tempo! Na manhã seguinte ao conduzir a atividade eu estava satisfeitíssima e como se já não fosse o suficiente recebi vários abraços coletivos, um tchutchu delicioso, agradecimentos que eu podia reconhecer como sinceros e ter a certeza de que tudo tinha dado certo. À noite durante a cerimônia das velas eu ouvi Isabela dizer, orgulhosa de si mesma, que aquele tinha sido o melhor acampamento de todos! Rebecca chorava (ou ria, não dá pra saber!) sentindo falta dos vários amigos que tinha feito. Lucas tinha confessado ter ido por obrigação e agora, também em lágrimas, dizia que nem queria voltar.
Depois de tudo o que tínhamos vivido ali eu nada mais podia fazer além de abraçá-los forte e esperar a hora de voltar para casa porque como Bela eu sabia que tinha sido uma ótima experiência, como Beka eu sei bem o quanto as relações são indispensáveis, mas a saudade... Rubem Alves bem disse que “a saudade é a nossa alma dizendo para onde quer voltar”. E como era bom deixar o tudo aquilo para trás para estar de volta... Despedi-me do Rio, do YM, do CISV não com saudade, mas com a certeza de querer um dia voltar.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

YM 16-18 – Campinas



Entre os dias 18 a 31 de Janeiro a delegação do Chapter Belo Horizonte representada por Clarissa Borba, Ana Clara Araújo, Mariana Felix e Nicholas Costa foi a Campinas para a realização do Youth Meeting 16-18 anos que tinha como tema “Violência”.
O programa Youth Meeting é um programa de curta duração, com temas individuais que permitem aos jovens explorarem as questões interculturais em um contexto regional, além de trabalhar os principais valores CISVianos.
A faixa etária de 16 a 18 anos tem uma peculiaridade com relação a programas de faixa etária menor, já que os jovens têm a oportunidade de ir sem a presença de um líder, o que serve de experiência para desenvolver sua capacidade de liderança.
Segundo Nicholas: “O Youth Meeting foi excelente, pois mais uma vez pude conhecer outras pessoas com as quais tive que lidar com diferenças. Além disso, tive a oportunidade de conhecer a cultura de Campinas.
Todo o acampamento ficou muito próximo, a amizade de todos ficou muito forte,e a saudade está gigantesca desde que voltamos.
Foram poucas pessoas, mas o suficiente para tornar o camp maravilhoso. Os staffs fizeram um trabalho excelente, a comida estava ótima,o local muito bem estruturado e as discussões foram ótimas de forma que pudemos crescer bastante com relação ao tema abordado.”
Já para Mariana: “O que foi mais importante neste acampamento, para mim, depois dos amigos, foi o crescimento pessoal que eu tive lá.
No acampamento, houve um momento de conflito entre as pessoas do grupo. E durante um "just for fun", tudo estourou. O que era para ser apenas uma brincadeira, acabou virando um momento das pessoas exporem o que realmente sentiam e o que os outros deveriam fazer para que o nosso convívio fosse mais pacífico. Depois disso, refleti muito sobre minhas atitudes e percebi que eu mesma violava as pessoas a minha volta. Me senti mal. Mas, percebi também, que este era o primeiro passo para que eu pudesse mudar mais coisas ao meu redor além de mim mesma.”
Por fim Ana Clara resumiu sua experiência assim: "O Youth Meeting foi uma experiência incrível para mim e acredito que para todos os outros jovens que dele participaram. Por ser um programa que abrange uma faixa etária maior, nós tivemos grande liberdade para fazermos do acampamento a nossa cara.Vivenciamos ótimos momentos de convivência , discussão e compartilhamos experiências que me fizeram crescer muito.
As amizades que lá construí já estão fazendo muita falta e espero que possa mantê-las pois é algo que não quero perder nunca.Os staffs também eram ótimos e se tornaram grandes amigos de todos nós."

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Junior Branch


O Junior Branch (JB) é um grupo de jovens que tem como principais objetivos integrar os novos membros à comunidade cisviana e fortalecer o CISV quanto organização e conjunto de valores. Além disso, o JB atuando de acordo com os ideais cisvianos tenta promover o espírito de liderança e o pensamento crítico através da experiência em atividades.
Com a volta de muitos membros que estavam afastados (2009 foi ano de vestibular para muitos juniors), o JB BHZ pretende retomar totalmente suas atividades, contribuindo para a reestruturação do Cisv Belo Horizonte. Já no Welcome (27/02), a festa de recepção das delegações que viajaram em janeiro, o JB BHZ deve apresentar uma atividade para março, sempre com o desejo de fortalecer cada vez mais os vínculos entre as pessoas e com a própria organização.
Fiquem atentos, o JB BHZ postará aqui suas futuras atividades!

Também temos um novo grupo de e-mails: jbbhz@googlegroups.com
E-mail de contato: daila.oliveira@gmail.com

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Village 11-12 em Londrina é um Sucesso!

O Village Nacional é um acampamento de 15 dias onde Chapters de todo o Brasil participam. O Village era o programa original do CISV e ainda continua sendo seu projeto principal. Essa experiência permite o conhecimento das diferenças culturais encontradas no nosso país e a participação em um mix de atividades culturais, educacionais e esportivas que enfatizam a cooperação e a vivência em grupo de pessoas de diferentes partes do Brasil!

O chapter de BHZ esteve representado no Village de Londrina por uma turma muito animada e especial. Começando pela direita estão: Gabriel; Marina; Bruno; a líder Daila "Menina de Ouro", Luisa Santos e Luiza Quick.

Muitas atividades legais, jogos, brincadeiras e até tempo para troca de idéias marcaram mais um inesquecível Village Nacional!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Youth Meeting 12/13 no Rio de Janeiro





De 10 a 23 de janeiro jovens cisvianos de todo Brasil com idades entre 12 e 13 anos estiveram reunidos no Rio de Janeiro. O CISV BH esteve (muito bem) representado pelo quarteto Luana Damasceno (líder), Rebecca Rocha Santos, Lucas Félix Angioletti e Izabella Pimenta Sanna


O tema central de discussão deste acampamento foi "Violência"
"Já pararam para pensar que violência não é só aquela que chamamos de ato violento?
Existem muitos outros tipos de violência que podem agredir muito mais ao ser humano.
É sobre isso que vamos conversar antes e durante nosso YM" (pre-camp III).
Apesar da seriedade da galera, não faltaram momentos de descontração e convivência de alto nível!

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Assista vídeo sobre CISV

video

Convivência Internacional de Jovens

Uma organização independente, voluntária e apolítica que promove a Educação para a Paz e a amizade intercultural. Seu propósito é preparar crianças e jovens para que possam contribuir ativamente como membros de uma sociedade mais pacífica. O CISV tem como meta valorizar a importância da convivência pacífica, estimulando o desenvolvimento de amizades interculturais, a habilidade de se comunicar eficientemente, a reavaliação de preconceitos e atitudes de tolerância e cooperação.

Programas específicos foram criados para que ofereçam oportunidade de se conhecerem, através de atividades internacionais e nacionais e assim formarem amizades interculturais.
Além desse aprendizado, os programas do CISV são planejados para promover e desenvolver nos jovens uma visão global do mundo e de suas necessidades e realidades, preparando-os para que sejam pessoas ativas e interessadas em tornar mais pacífica a sociedade em que vivemos mostrando-lhes que podem contribuir de forma responsável para a construção de um mundo mais justo e melhor para todos.

HINO DO CISV


INGLÊS
PORTUGUÊS
Here in this Village you may see
Children living happily
Different races and different lands
Here we come to understand
One another’s point of view
Learning through the things we do
How alike am I to you.
Here we live and eat and sleep
Talk and laugh and sometimes weep
Here we share our hopes and fears
Build a bridge across the years
Sow a seed and plant a tree
Beneath whose branches there may be
All the nations gathered free.
That our children so may grow
In a world we did not know
Sharing all they have to give
Learning how to love and live
In our hands the future lies
Seize the moment ‘er it flies
Stamp the present with an act
Dare to make our dream a fact.
Aqui neste acampamento você pode ver
Crianças vivendo felizes
De raças diferentes e de diferentes países,
aqui viemos para compreender
os pontos de vista uns dos outros.
Aprendendo através das coisas que fazemos,
percebemos o quanto somos parecidos.
Aqui vivemos, comemos e dormimos;
conversamos, rimos e às vezes choramos.
Aqui nós compartilhamos nossas esperanças e temores, construimos uma ponte sobre os anos,
plantamos uma semente que se transformará em arvore,
sob cujos galhos possam se reunir,
livremente, todas as nações.
Que nossas crianças possam crescer
em um mundo que não sabíamos existir,
compartilhando tudo o que têm para dar,
aprendendo a mar e a viver.
O futuro está em nossas mãos.
Agarre o momento antes que ele desapareça.
Marque o presente com uma ação.
Ouse fazer de nosso sonho uma realidade