Olá CISViers, o CISV Belo Horizonte nao utiliza mais este meio de comunicacao para fazer contato com a comunidade. A partir de agora acesse nosso novo site ou pagina do Facebook.

www.cisv-bhz.org.br

https://www.facebook.com/CISVBHZ/

Qualquer duvida por favor entre em contato com a Diretoria do CISV BHZ, através do e-mail:

officebhz@cisv.org.br

Páginas

sábado, 14 de agosto de 2010

Youth Meeting 14/15 Campinas News

No acampamento CISViano que ocorreu na cidade de Campinas - SP as pessoas foram obrigadas a entrar no corredor da morte para ver as diferentes formas de pena de morte.


A atividade foi feita para mostrar como acontecem as execuções de pena de morte com o objetivo de abrir uma discussão sobre o tema.


Ontem (28) à noite a atividade foi realizada com muito suspense e sucesso. Organizada pelo panning dois composto por Bernardo BHZ, Carol SJK, Dida LDB, Guga SAO e pelo líder de Londrina Pajé, com a ajuda de demais líderes e staffs a atividade levou os acampantes literalmente à loucura ao falarem sobre um assunto tão sério.





Durante o camp as tendências se misturaram, desde um estilo mais arrumadinho com calças jeans de marca até um mais despojado com pijamas para as atividades da manhã.


Uma das coisas que mais badalou o mundo da moda nesse camp foi o uso dos chinelos. Sempre coloridos e de modelos variados acompanhados por estilosas calças xadrez.



Acompanhado as tendências da moda internacional, os acampantes adotaram o "empréstimo de roupas", inclusive entre meninos e meninas, em entrevista exclusiva Guga disse: "Foi ótimo! Nunca me senti tão bem! Acho que vou adotar essa moda fora do camp. Pude me libertar e me expressar melhor usando aquele modelito!"


Animados os acampantes também aproveitaram para gastar na lojinha, trocar camisetas e ampliar seu leque de opções CISVianas no guarda-roupa.





Ontem (28/07) durante o nosso free day dois times muito diferentes se enfrentaram. Com o campo molhado, de um lado havia os delegandos e de outro os staffs e líderes.

Com a ajuda do staff de Araraquara Rafinha , o time liderança comete um gol contra em escanteio cobrado por Marco de São Paulo, mais conhecido como Bodão. Caio SAO entrou no time dos delegandos e logo aconteceu uma virada letal em lances muito rápidos. Para colocar mais fogo no jogo, torcedoras invadiram o campo e pintaram os jogadores do time dos delegandos. Depois de alguns lances líderes disparam em contra-ataque e matam o jogo.


Placar final Liderança 3x1 Delegandos.




No hotel fazenda vida nova nos dias de aniversário é servido um bolo super f***, digo: top! O aniversariante é surpreendido e presenteado com muita animação ao som de um pandeiro e um animado "e o parabéns?". Em seguida, um esplendido bolo de chocolate coberto de muito brigadeiro.


O aniversariante corta o bolo e o serve a todos os presentes que depois se juntam para cantar músicas no lullabies.




Atividades de medo levam os acampantes à loucura! Ontem durante a noite do dia 28 de julho aconteceu. Todos gritavam, choravam e se arrepiavam durante a atividade. Foi no acampamento CISViano em Campinas que a atividade do planning dois levou todos os acampantes à loucura.


A atividade usou de muito suspense para levar todos os inocentes para o assustador corredor da morte. Os acampantes saiam do activity room e cruzavam todo o campsite na companhia da assustadora carcereira, a líder de Belo Horizonte Luana até o “cafofo”, onde havia um assustador corredor da morte.


Todos viram três tipos de pena de morte. No primeiro quarto Bernardo BHZ morria em uma cadeira elétrica. No segundo o líder de São José Vinícius tomava uma injeção letal. E no terceiro quarto a staff Fanta de Campinas morria por enforcamento.


O objetivo do grupo era causar medo durante a atividade, chamar atenção e causar dúvida para a discussão. Todos, até os mais tímidos, deram a sua opinião sobre pena de morte e como ela é aplicada. Desta forma começamos uma discussão fervorosa que envolvia não só a pena de morte, mas conceitos de (in)justiça, política, identidade, personalidade, crueldade, compaixão...


No final as diversas opiniões foram respeitadas e todos foram, ainda um pouco assustados, fazer o lanche da noite.


A diversidade cultural entre as delegações trás um vasto repertório para os CIVianos.


Cultura é denominada por um conjunto de características e costumes que identificam um grupo. Em julho de 2010 ocorreu um acampamento que reunia jovens de seis cidades do Brasil, possibilitando as manifestações de vários eventos culturais, tais como: lullabies, atividades, culinária, questionários, e outros.


Entre estes movimentos o lullabies é um dos mais interessantes, pois é um momento de integração que consiste na apresentação de vários estilos musicais inclusive próprios, feitas pelos acampantes de forma rústica e acústica.


“Adoro este momento para testar minhas novas criações e expressar diante de um público tão animado e cativante.” - depoimento de Nina Nobrega, 14 (Maringá).



“Acho que essas atividades me trazem um amplo conhecimento de forma divertida e engraçada.” - depoimento de Bodão, 14 (São Paulo)




“Adoro tocar, mais gosto quando o público canta comigo. É bom fazer isto no lullabies”. - Manú, 14 (São Paulo)



Delegandos são levados ao local de suposto suicídio.




No dia 24 de julho durante o lullabies foi contada uma história de terror na qual estava envolvido Cleberson, o suposto antigo caseiro do campsite que estaria envolvido no assassinato de duas atrizes antes do suicídio.


Cleberson teria trancado as duas atrizes que estavam filmando no local, dentro do porta-malas de um carro e ateado fogo. Logo após o ocorrido, teria se dirigido à ponte e, por ter se arrependido do assassinato, se jogou nos trilhos do trem.


Essa história gerou grande curiosidade entre os acampantes e um mistério em torno da ponte , que só viria a ser revelado no dia 28 com a organização de uma pequena excursão até o local do occorido.


Os acampantes foram acompanhados de líderes e staffs e ao chegarem ao local se depararam com uma ponte de concreto com escritos no guarda-corpo que não eram facilmente compreendidos, mas ainda assim era possível ver marcas do trágico suicídio.




Numa bela noite dois amigos conversam:

- E aí, o que você achando do camp?

- Ah, muito legal!

- Nossa! Esse é seu único adjetivo?

- Não, também tem maneiro e irado no meu vocabulário :)

- bom... Posso te contar uma piada?

- Pode!

- Pois então, uma vez eu conheci um japonês que tinha o olho tão puxado, mas tão puxado, tão grudadinho, juntinho, colado que um dia... cicatrizou!

- Hahahaha!




Esses textos foram feitos pelos acampantes durante uma atividade de conclusão feita pelo planning três composto por Emy SAO, Felipe SJK, Lucía CPQ, Pedro RIO e pela líder de Belo Horizonte Luana.


Cada um deles retrata a sua forma um acontecimento do acampamento. O objetivo da atividade era fazer uma retrospectiva dos principais momentos e relatá-los produzindo matérias para o Youth Meeting 14/15 Campinas News, um jornal do camp.


Feito isso os grupos apresentaram sua notícia aos demais. Ao final da atividade o clima de nostalgia já pairava sobre todos, mas com ele a certeza de que cada momento foi especial e de que além de muita diversão, música, bolos, sucos coloridos e amizades novas o acampamento foi muito produtivo. Todos nós aprendemos muito com o YM 14/15 em Campinas.



Um abraço da delegação de BH!

Mais fotos aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário